Ponto de Pauta

Atualizado às 03h30 - 27.06.19
ORIGEM DO SAGU

Sagu: sobremesa dos italianos da Serra Gaúcha

Postado as 12h34 | 11.07.2010 Lúcia Helena Soares(*)

O sagu começou a ser produzido no Brasil no inicio do século XX pelos irmãos Lorenz descentes de alemães, fabricantes de fécula de mandioca, sediados em Indaial/SC que descobriram a fórmula de fazer pequenas bolinhas de mandioca.

A partir da década de 1950, a empresa Cassava com sede em Rio do Sul/SC passou a comercializar o produto que acabou se transformando na principal sobremesa dos italianos da serra gaúcha.

Apesar dessa sobremesa não existir na Itália, os imigrantes italianos se identificaram muito com o sabor do vinho levemente adocicado, enriquecido com especiarias onde flutuam delicadas bolinhas translúcidas de mandioca. Para o deleite final acrescentaram ao serviço algumas colheradas de creme inglês.

Hoje, não há casa de família ou restaurante no Sul que não tenha pronto, sobre a mesa uma compoteira de sagu sempre fresquinho. Essa especialidade tornou-se um elemento identitário da população gaúcha como o vinho representa um símbolo nacional da luta dos imigrantes pela adaptação nas nossas terras.

SAGU DE CREME

* Lúcia Helena Soares - É pós-graduada em docência do ensino superior e mestranda em Comunicação Contemporânea. Membro da ABAGA (Associação Brasileira de Alta Gastronomia). Professora da Universidade Anhembi Morumbi (SP) de Confeitaria francesa e brasileira - área que concentra pesquisas teóricas e práticas. Com experiência em hotéis, buffets e confeitarias (varejo) atua também no mercado como consultora elaborando cardápios e projetos.


Copyright © 2019, Ponto de Pauta - Todos os direitos reservados